FOTOS

Alimentação e exercícios, duas grandes ferramentas para a saudabilidade

Você sabe por que sentimos aquela vontade de comer loucamente durante o inverno? Parece que nosso corpo está mais lento e não há tanta disposição como no verão, em que nosso organismo sua com maior frequência e aparentamos gastar mais energia. 

No entanto, a verdade é que em tempos de frio nosso organismo gasta muito mais calorias para manter a temperatura do corpo estável. Assim, o corpo necessita repor esta energia e é por isso que, com a chegada do inverno, nosso apetite aumenta e o consumo de alimentos calóricos é o mais procurado para saciar a fome. Desta forma, é importante termos alguns cuidados com a saúde, dando maior atenção à alimentação e praticando atividades físicas.

Apesar de existir pouca perda de líquidos pelo suor, o volume de urina aumenta e é necessário realizar a reposição de alguma forma. E por que não unir o útil ao agradável? Por que não comer saudável e ainda auxiliar na manutenção da temperatura do nosso corpo? Por isso, já que o consumo de saladas diminui no frio, nada melhor do que abusar dos vegetais cozidos e/ou grelhados, bem como das sopas e caldos. Sopas aquecem, são pouco calóricas (exceto as que são cremosas e levam creme de leite) e ricas em vitaminas e minerais que contribuem para fortalecer o sistema imunológico, repor líquidos e fornecer maior disposição e energia. Chás de ervas também aquecem e são ótimos repositores de líquidos. Acrescidos de canela ou gengibre podem oferecer uma ação termogênica contribuindo para acelerar o metabolismo.

Para combater as gripes e resfriados indesejados recomenda-se aumentar a ingestão de alimentos ricos em vitamina C como laranja, limão, tangerina, melão, morango para reforçar o sistema imunológico. Em formato de suco serão mais uma opção de reposição de líquidos. Já cozidas também são opções indicadas para satisfazer a vontade de doces e não comprometer a alimentação saudável. 

Fazer uso de alimentos da estação sempre será a melhor escolha para o cardápio, pois além de serem mais acessíveis por serem da safra são também mais baratos para aquisição, além de mais nutritivos, frescos e saborosos por estarem em período de colheita.

Por fim, nesta época do ano, exercitar-se se torna ainda mais difícil. A frequência de realização de atividades físicas diminui e, em alguns casos, é interrompida. Mas não podemos desistir, pois praticar exercícios aquece o corpo, melhora a disposição e contribui para a prevenção de doenças. Fique atento: em dias em que a umidade do ar está baixa a recomendação é fazer exercícios antes das 10 horas da manhã ou após as 16 horas quando as temperaturas estão mais amenas – a hidratação antes, durante e depois da atividade física é fundamental nessas circunstâncias.

Idosos não sentem sede e há uma grande incidência de pessoas mais velhas com desidratação, principalmente em dias de pouca umidade. Chás gelados e refrescos a base de frutas são ótimos para aqueles que não bebem muita água.  

Acredite, a sua alimentação é a sua melhor medicina! Busque a saudabilidade no inverno e você já estará preparado para o verão!

 

Rachel Ferraz • Gastrônoma e Nutricionista CRN 48132 • Fit Feat • #gourmetizando sua alimentação através das mais personalizadas marmifits • @chefrachelferraznutri • @fitfeatdachel 

 


 

Voltar